Gestão Financeira e suas dificuldades

Como temos dificuldade de fazer gestão financeira, dificuldade de deixar o imediatismo, o impulso de comprar e elevar o patamar para uma compra pensada, controlada, planejada.

O descontrole emocional nos faz tomar decisões erradas, nos faz passar todo o tempo de vida trabalhando para pagar contas, você já parou e analisou como está sua conta bancária hoje? Aliás você já parou para analisar seus extratos bancários e averiguar toda sua movimentação financeira? Verificando as taxas cobradas pelos serviços bancários, que são descontado todos os meses e você se quer sabe disso.

Vou usar um exemplo alterado de Gustavo Cerbasi no livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, ao mostrar a situação de um casal.

vamos analisar:

Extrato Bancário

Renda Mensal:  R$ 4.800,00

Investimentos:  R$ 7.850,00

Aplicações Mensais: R$ 150,00

Dívidas:     R$ 38.000,00

Este exemplo é uma situação ainda que ruim,  favorável em relação a real situação de muitos casais ou famílias no Brasil. Porque sabemos que a maioria não tem investimentos nenhum e assumem dívidas imensas o tal do “passo maior que a perna”. Imaginou-se nesta situação de não ter dinheiro suficiente para pagar as dívidas. E se a renda mensal caísse pela metade ou ficasse sem renda, o que aconteceria? Se qualquer tipo de emergência ocorresse, o que faria? Teria que recorrer a empréstimos com juros enormes e passaria anos pagando, aonde poderia guardar este dinheiro e obter juros a seu favor, assim garantir um futuro sustentável, sem privações e preocupações financeiras.

Programe-se, planeje, aprenda a se privar hoje para no futuro não mais precisar fazer, porque se continuar assim vai ser justamente ao contrário, irá se afundar em dívidas,  usufruir de prazeres imediatos e no futuro terá que se privar de tudo para sobreviver.

Lembre-se que se privar agora não é se privar para sempre, mas sim saber que tudo isso tem data para acabar como diz Gustavo Cerbasi.

Estipule o quanto de sua renda mensal será destinada para investimentos e com a mesma determine uma data e um objetivo para este dinheiro, onde quero estar daqui a 1 ano? daqui a 5 anos? e daqui a 10 anos? Crie metas e siga incansavelmente, faça o dinheiro trabalhar para você e não você trabalhar para o dinheiro.

Sei que você pode, ignore toda é qualquer influência externa que faça com que você desvie de seu objetivo, tome conta de sua vida financeira, porque é você e somente você que a mesma interessa.

Por

Juliano Westarp